Pedreira

(3) Orquestra de Sopros e Electrónika + Episódios de Fantasia e Violência

Às seis da tarde, uma mistura estridente e fluída
de sons analógicos e eletrônicos,
experimentados através de dinâmicas de escuta/ partilha.
Um grupo dinâmico-orgânico
queer friendly, que se junta esporadicamente
para uma viagem sensorial e visual
por sons criados através do
sopro no metal e da pressão
dos dedos nos botões.
A Orquestra de Sopros y Electrónika
surge em sessões de improvisação instrumental,
entre o Porto e Braga,
cujo maior desafio e princípio é escutar e comunicar.
Efeitos especiais gerados por oxigénio, dióxido de carbono e electricidade.

 



Às nove da noite, uma leitura de episódios de rua
e do dia-a-dia
contam a história da fantasia
e imaginação como forças materiais.
E contam um mundo que é feito
de violência, e onde a sua ausência é sempre
uma ilusão.
No corpo abjecto, indesejado, indesejável,
a fantasia e a violência provocam-se mutuamente,
dando lugar a um corpo metamórfico,
sempre além e aquém de si mesmo.
Um corpo, como diria Saramago, que vive desassossegado
e para desassossegar.



Duas sessões laboratoriais
entre experimentos colectivos e
pedagogias radicais através de leituras-performativas,
durante uma tarde solarenga
de Agosto.









pensada por
Pedreira


orquestra de sopros y electronik
@passaromacaco
@borisdasbeiras
@inesbarbosa83
@frik.sao
@reina.del.mar_
@sergio_cachibache

@outras_manas_sem_digital_social_life


episódios de fantasia e violência
PFeijó


sessão de partilha
laboratório de experimentos
coletivos e pedagogia radical 



data
6 de Agosto 2021
Pedreira
Campanhã, Porto